Estar sozinho também é bom

imagesEu costumo dizer que para deixarmos alguém entrar na nossa vida, devemos primeiro dar a nós mesmos essa mesma oportunidade. E o que quero dizer com isto é bastante simples:  primeiro temos de aprender a viver com o nosso eu, com as nossas alegrias, tristezas, defeitos e manias e só depois devemos deixar outra pessoa entrar na nossa vida. Aos poucos.

Sabem por algum tempo eu tinha medo de estar sozinha ou de ficar sozinha. Hoje aceito que nós, merecemos passar tempo e dedicar tempo a nós mesmos. E é por isso, que lido bem com o silêncio e o estar só.

Confesso que quando tive de dizer adeus aquela pessoa, o mundo parecia mais cruel, as imagens e memorias eram bem dolorosas e que quando estava sozinha tudo parecia piorar. Mas a verdade, é que nós aprendemos a lidar com isso. Aos poucos tudo se ultrapassa e chegamos aquele momento em que dizemos para nós mesmos: já chega! e voltamos a recuperar o nosso equilíbrio, o nosso eu, a nossa confiança.

Mas aprendi que é bom estar sozinha, é bom pensar em nós e que estar sozinha não é sinal de solidão. É apenas aceitar que nós, por vezes, também merecemos uma pausa e que precisamos de estar em silêncio para pensar naquilo que queremos e naquilo que precisamos. 

O medo é o nosso maior rival. É o nosso maior inimigo. É aquilo que muitas vezes nos cega e nos faz querer fechar em casa a sete chaves. O medo estará sempre na nossa cabeça, mas nós temos capacidade para lidar com ele.

A verdade é apenas uma, a coisa que mais te pode magoar e fazer-te fechar a sete chaves és tu.

Pelo simples facto de não saberes lidar com o teu medo.

Sem ultrapassares isso, podes dizer adeus à tua felicidade, aos teus sonhos e viver no escuro sem qualquer contentamento e é por isso que para tal não acontecer,  a primeira coisa no qual deves pensar é em ti mesmo.

Tens de pensar que, a tua maior prioridade é a tua felicidade e que ficares no escuro a lamentar-te e a sentires pena de ti mesmo não te vai trazer nenhuma alegria na vida.

Viver sozinho não é sinónimo de infelicidade. Viver sozinho não quer dizer que sejamos incompletos e infelizes.

Viver sozinho mostra que podes ter a capacidade de seres tu mesmo uma pessoa completa e cheia de si. Confiante. Com sorriso no rosto. Que não dependes de ninguém para ser feliz.  E que não precisas de procurar a outra tua “suposta metade” porque tu já estás inteiro. 

Lembra-te que tu te mereces.

Feliz e realizado e que um dia, talvez encontres alguém que também te mereça e com o qual possas partilhar aquilo que és!

 

Anúncios

2 comments

  1. cidade do Pecado · Março 23, 2016

    Estou totalmente de acordo com o que escreveste.
    Na minha opinião, para sermos felizes com alguém, primeiro temos de ser felizes connosco próprias 🙂

    Beijinho
    Daniela
    http://dcidadedopecado.blogspot.pt/

    Gostar

    • anaribeirorua · Março 23, 2016

      Obrigada Daniela. É sempre bom quando alguém partilha da mesma opinião ou se vê na mesma situação.
      Vou já ver o teu blog 😀
      beijinhos

      Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s